Texto publicado originalmente no site Big Ideas in Education.

A tecnologia da informação precisa ser integrada de forma holística em nossos ambientes de aprendizagem.

A integração da tecnologia da informação em nossos ambientes de aprendizagem pode ser muito maior se nós aplicarmos abordagens construtivistas. Essas abordagens podem incluir a aprendizagem pela descoberta, a aprendizagem baseada na investigação, a aprendizagem baseada em jogos e brincadeiras e outras mais. Mas elas também incluem ouvir, refletir, e dedicar tempo para processar. Essencialmente, queremos que nossos alunos se tornem grandes pensadores. Queremos que os alunos tenham um papel ativo no processo de aprendizagem, em vez de regurgitar passivamente informações passadas de professor para aluno. A inclusão efetiva da tecnologia da informação em nossos ambientes de aprendizagem é uma excelente forma de conseguir isso.

Em nosso mundo atual, a tecnologia da informação não é apenas um meio para um fim. O mais importante é a informação em si, e como podemos usá-la. Como encontrá-la, como processá-la, como usá-la, e como construir sobre ela. A tecnologia que usamos facilita e redefine, de muitas novas formas, esse uso da informação. Por exemplo, nós não estamos mais perseguindo o aprendizado de forma linear como, digamos, em um livro-texto. Em vez disso, estamos trabalhando em estruturas flexíveis, onde os alunos podem se concentrar em grandes idéias, mas avançam em seu aprendizado ao longo de vários caminhos, todos disponíveis ao mesmo tempo no ambiente de aprendizagem.

Nós sempre continuaremos precisando de educadores e outros especialistas para orientar nossos alunos a aprender sobre seus próprios contextos originais na história da sociedade, e encaixar isso com as ideias mais amplas. A implementação eficaz das tecnologias de informação de forma holística expõe a tecnologia aos alunos em situações autênticas de aprendizagem.

 

Desafios

Com bastante frequência, há uma desconexão entre as formas holísticas de uso da tecnologia da informação, e o que realmente acaba acontecendo no ambiente de sala de aula ou de aprendizagem. Às vezes, quem ousa tentar mudar o status quo também pode enfrentar forte oposição dos que acreditam firmemente em abordagens tradicionais de aprendizagem. Além disso, ajudar os alunos a se organizarem e autogerenciarem exige bastante tempo. Às vezes não temos o tempo necessário para facilitar as conexões pessoais. Outras vezes, a tecnologia falha ou nós temos um conhecimento limitado dela.

 

Vantagens

As vantagens de integrar as tecnologias da informação de forma holística incluem a capacidade de apresentar informações de formas diferentes, envolvimento em colaboração e a construção das habilidades de colaboração que são cada vez mais necessárias no mundo atual. Construir conexões sociais e redes de colaboração, acessar rapidamente novas informações, e construir e receber feedback também são habilidades necessárias em um mundo globalizado.

É importante se permitir ser ousado e inovador com base nas necessidades e interesses dos seus alunos. It is important to give yourself permission to be bold and innovative based on the needs and interests of your learners. O que almejamos é integrar estratégias holísticas em nossa prática educacional, com tecnologia adequada e metas adequadas. É preciso avaliar se a comunidade em que seus alunos estão inseridos é considerada tecnologicamente instruída ou não. Todos os nossos alunos vão sair para o mundo e precisarão de habilidades importantes que definitivamente envolvem a tecnologia.

Ao aplicarmos abordagens construtivistas à integração de tecnologia, nós estamos facilitando oportunidades para os alunos usarem tecnologia enquanto também estão perseguindo seus próprios interesses e construindo sobre suas experiências passadas. Nós de fato queremos criar experiências holísticas para nossos alunos, que honrem suas diferenças e interesses, enquanto aperfeiçoem suas habilidades de pensamento crítico para o futuro.

Se nós, enquanto educadores, não compreendermos nós próprios essa tecnologia, perderemos a habilidade de oferecer as necessárias oportunidades de aprendizado para nossos alunos.

 

Questões para nos perguntarmos

Além do simples uso da tecnologia, orientações construtivistas e holísticas precisam ser consideradas. Nós podemos começar com as perguntas. Por exemplo,

  • Você está usando a tecnologia para promover habilidades de pensamento de alto nível, ou apenas promovendo a descoberta de novos fatos?
  • Suas avaliações são todas “googleáveis”? É possível encontrar online a sua avaliação ou uma versão aproximada dela?
  • Você está se permitindo, e aos seus alunos, criar  algo completamente novo com base em novos caminhos de investigação?
  • Você está aberto a ter seus alunos criando avaliações para promover flexibilidade e autonomia? Você está aberto a promover ensino e avaliação entre pares, mesmo que regularmente monitorados e facilitados por educadores?
  • Você está confortável com a inversão de papeis? Por exemplo, seus alunos têm a liberdade de construir novos conhecimentos e ensinar e compartilhar esse conhecimento para beneficiar os outros?
  • Quem detém a propriedade do aprendizado?

 


 

Você gostaria de aprofundar essa reflexão? Assista este vídeo de Alan November (em inglês):

Imagem de Amostra do You Tube

 

Share Button

Deborah McCallum

Designer educacional e Mestranda em Tecnologias Educacionais pela University of Toronto.

One thought on “Abordagens holísticas ao uso de tecnologia no aprendizado

Deixe uma resposta